Soluções Metrô-Ferroviárias


As cenas do Metrô e da CPTM superlotado em São Paulo chamam a atenção da imprensa estrangeira. A Agência de notícias Reuters distribuiu uma série de imagens dos trens lotados no horário de pico, destacando que a maior cidade brasileira enfrenta “alguns dos piores engarrafamentos do mundo”.
A agência diz que, na cidade com 20 milhões de habitantes, muitos passageiros gastam até três horas para percorrer distâncias de aproximadamente 14 quilômetros na área mais rica e principal centro financeiro do País.
O trânsito da cidade de São Paulo é um dos piores do mundo, comparável ao de Bangcoc (Tailândia), Pequim e Xangai (China), Cairo (Egito), Calcutá e Chennai (Índia) e Jacarta (Indonésia). 

São Paulo tem 5 milhões de veículos só na capital. Nas horas de rush, os congestionamentos atingem, em média, 120 quilômetros. Na ida para o trabalho, na volta para casa, sempre o mesmo obstáculo: trânsito congestionado. São longas filas que paralisam a vida de todos. O trânsito de São Paulo virou um drama que estressa, que angustia, que assusta e que mata.


Alternativas, não soluções. Os especialistas trabalham com afinco, mas não conseguem vencer o desafio. O sistema viário já está saturado, tem mais carros do que as vias comportam na circulação do dia-a-dia. O sistema viário cresceu 30% nos últimos 15 anos, enquanto a frota cresceu 270.


A CET-SP se desdobra para minimizar os congestionamentos. Com monitores, guardas de trânsito e fiscais, a companhia tenta cobrir os 17 mil quilômetros de vias da cidade. Mas o esforço não é suficiente para resolver o problema.


Uma das soluções para acabar com este transtorno seria mais investimento nos transportes ferroviários e metroviários. Trem na Capital Paulista ligando pontos estratégicos a outros ramais, ligações diretas para os aeroportos e rodoviárias, novas linhas elaboradas com mais trens e eficiência de atendimento nos horários de pico, para fazer os Paulistanos utilizar mais o metro e trem e deixar o carro em casa. E claro ligações entre a capital com o interior e litoral Paulista. 


Com mais linhas da CPTM e 
Metrô ou das novas companhias e construção das linhas de trens regionais, os problemas seria resolvidos por fim e São Paulo teria um transporte de qualidade e eficiência e menos veículos rodando nas rodovias e na capital paulista durante a semana.

Vejam só no meu estudo por exemplo como poderia ser a rede ferroviária e metroviária de São Paulo tendo como referencia as linhas ja existente: 


Linha 1 Azul: 

Bortolândia - Jabaquara

Linha 2 Verde: 

Imperatriz Leopoldina - Dutra


Linha 3 Vermelha: 

Domingos de Moraes - Ubirajara

Linha 4 Amarela: 

Vila Gustavo - Taboão da Serra

Linha 5 Lilás: 

Jardim Ângela - Chácara Klabin 

Linha 6 Laranja: 

Brasilândia - Vila Carmosina

Linha 7 Rubi: 

Central Bom Retiro - Francisco Morato - Centenário

Linha 8 Diamante: 

Central Bom Retiro - Itapevi - Amador Bueno

Linha 9 Esmeralda: 

Central Bom Retiro - Parelheiros - Juquitiba

Linha 10 Turquesa: 

Central Bom Retiro - Rio Grande da Serra - Biritiba-Ussu

Linha 11 Coral: 

Central Bom Retiro - Mogi-Bertioga - Salesópolis

Linha 12 Safira: 

Central Bom Retiro - Mogi das Cruzes - Guararema


Linha 13 Jade: 

Chácara Klabin - Arujá - Ramal Central Bom Retiro - Aeroporto Guarulhos


Linha 14 Ônix: 

Jabaquara - Presidente Dutra


Linha 15 Prata: 

Dom Pedro I - Antonio Gianetti Neto  

Llinha 16 Oliva: 

Pedro Eroles -
 Itapecerica da Serra - Ramal Taboão da Serra - Embu das Artes

Linha 17 Ouro: 

Presidente Altino - Jabaquara - Ramal Jardim Aeroporto - Camilo Haddad 

Linha 18 Bronze: 

Tamanduateí - Alvarengas - Ramal Baeta Neves - Grande ABCD

Linha 19 Celeste: 

Aeroporto Guarulhos - Aeroporto Congonhas - Ramal Pari - Vila Varela

Linha 20 Rosa: 

Casa Verde Alta - Prefeito Celso Daniel

Linha 21 Marrom: 

Peri - Cidade Dutra


Linha 22 Bordo: 

Central Bom Retiro - Cotia - Mariápolis Ginetta

Linha 23 Tanzanita: 

Ribeiro de Barros - Flor de Maio


Linha 24 Creme:

Brasilândia - Diadema

Linha 25 Granada

Jundiaí - Mauá


Linha 26 Hematita: 

Mairiporã - Pinheiros - Ramal Recanto Pereira - Osasco


Linha 27 Topázio

Itaim Mirim - Dom Bosco


Linha 28 Ametista: 

Guaianazes - Recanto Pereira - Aeroporto Executivo


Linha 29 Turmalina: 

Santa Isabel -  Itapecerica da Serra

Linha 30 Ágata:

IC Barretos - Bertioga

ICE Campinas - Santos
 


Linha 31 Jaspe:

IC Itararé - Cruueiro

ICE Sorocaba - São José dos Campos


Linha 32 Azurita:


Cercanias 32 Amador Bueno - Itu


Cercanias 32 Ramal Brigadeiro Tobias - George Oetterer


Linha 33 Âmbar:


Cercanias 33 Centenário - Americana

Cercanias 33 Ramal Paulinía - Itu


Linha 34 Pérola:


Cercanias 34 
Mairiporã - Bragança Paulista

Cercanias 34 Ramal Vinhedo - Nazaré Paulista


Linha 35 Cianita


IC Três Lagoas/MS - Poços de Caldas/MG - Ramal Três Lagoas/MS - Pouso Alegre/MG


Linha 36 Amazonita: 


IC Franca - Apia - Ramal Franca - Cananéia


ICE Franca - Cananéia


Linha 37 Quartzo: 


IC Londrina/PR - Aparecida - Ramal Ourinhos - Ubatuba


Linha 38 Galena:


IC Santa Fé do Sul - Caraguatatuba


Linha 39 Mangano:


IC Passos/MG - Peruíbe 


Linha 40 Obsidiana:


ICE Presidente Prudente - Campos do Jordão


Linha 41 Larimar:


IC Marujá - Paraty/RJ 


Linha 42 Crisoprásio:


IC Presidente Epitácio - Cunha / Ramal Panorama - Cunha



Observação


Cercanias seria um trem regional de curta distância com ramais.


IC "Interubano ou Inter Cidades" seria um trem regional de longa distância capacitado para percorrer uma distancia de aproximadamente 160 a 200 km/h.


ICE "Interubano ou Inter Cidades Expresso" seria um trem regional de longa distância expresso capacitado para percorrer uma distancia de aproximadamente 200 a 300 km/h.


Outra Observação:

Estes traçados com itinerários das linhas não tem ligações alguma com a secretaria de transporte do Estado de São Paulo, embora eu já tenha enviado projetos de vários traçados de linhas que poderia ser implantado na rede metropolitana do Estado de São Paulo. Muitas passaram para avaliações para ser usado no futuro da rede metropolitana.
Certamente seria um projeto ambicioso e altamente caro para ser implantado, e levaria logos anos devido a maneira que se implanta alguma malha ferroviária ou metroviária em São Paulo, obvio que ate 2060 possa não haver nem 31 das linhas na rede metropolitana, mas no futuro da rede metropolitana haverá 42 ou mais linhas do Metro, Trem, VLT, Monotrilho através das PPP.

Transporte de qualidade é direito de todos cidadão, cobrem de seus Governantes da cidade e do estado.

Obrigado pela visita no blog.

por M. Sioux





Mapa com localização das estações.

➵ Veja a localização de todas as estações da rede Metropolitana SP Linha 1 Azul:  Bortolândia - Jabaquara Linha 2 Verde:  Imperatriz ...

As 10 linhas mais visitadas: